As supremas jurisdições administrativas das Comunidades Europeias organizam, desde 1968, com notável regularidade, reuniões bienais, associando as jurisdições congéneres que, ao compasso dos alargamentos, vieram a aderir ao projecto europeu.

A Associação dos Conselhos de Estado e das Supremas Jurisdições Administrativas da União Europeia é resultado dessa cooperação, formalizada em Maio de 2000, em Viena, entre as supremas jurisdições administrativas dos quinze Estados-membros da União Europeia e o Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias.

A partir de 2 de Outubro de 2009 passou a usar abreviadamente a sigla "ACA - Europe".

O Supremo Tribunal Administrativo é assim membro fundador desta associação e participa nos colóquios por ela organizados desde 1986, contribuindo para a troca de ideias e de experiências relativas à jurisprudência, organização e funcionamento dos seus membros no exercício das suas funções, jurisdicionais ou consultivas, concentrando-se principalmente nas questões respeitantes à transposição e aplicação do direito comunitário.

O intercâmbio e conhecimento mútuo desenvolvidos e, em particular, a constituição de uma base de dados, disponibilizando os principais acórdãos proferidos pelas jurisdições nacionais dos Estados-membros na esfera do direito europeu, pretendem fomentar, por parte dos órgãos jurisdicionais, a aplicação uniforme do direito comunitário no espaço europeu e contribuir, no âmbito das atribuições consultivas exercidas por algumas daquelas entidades, para uma transposição, também sem ruptura dessa uniformidade, das directivas comunitárias para o direito interno, reforçando a segurança jurídica dos cidadãos face às Administrações no conjunto da União.